Sustentabilidade Acústica na Arquitetura é tema de seminário - Cork do Brasil - isolamento acústico e isolante térmico

Sustentabilidade Acústica na Arquitetura é tema de seminário

Janeiro 16th, 2016 Posted by Uncategorized No Comment yet

Fonte: www.vibranews.com.br
Como a sociedade vai conciliar a concentração da população em áreas urbanas com a melhor qualidade de vida e enfrentar desafios como o congestionamento de tráfego, aumento de consumo energético, emissão de poluentes e o natural aumento da poluição sonora e do ruído?

Estas questões cruciais foram levantadas pelo professor J.L. Bento Coelho, professor de Acústica do Instituto Superior Técnico da Universidade Técnica de Lisboa (Portugal) e Doutor em Engenharia Acústica (PhD pelo ISVR, Universidade Southampton, Reino Unido) durante o 2º Encontro Nacional de Sustentabilidade Acústica na Arquitetura realizado em São Paulo. Durante sua apresentação, o professor comentou também que em 2050, 66% da população mundial viverá em grandes e urbanas e que hoje 400 cidades têm mais de um milhão de habitantes.

“Em média, passamos 80% do nosso tempo no interior de edifícios”, frisou o professor, acrescentando que as atividades humanas – especialmente nas grandes cidades – são caracterizadas por elevados níveis de ruído, provenientes de uma vasta diversidade de fontes. “Por isso, considero cada vez mais necessário se criar projetos, leis e mecanismos capazes de atender e interferir nessa realidade”, frisou.

Em sua palestra sobre como cumprir com as determinações da Norma de Desempenho 15.575, da ABNT, o consultor técnico da ProAcústica, Juan Frias, destacou que os prédios residenciais também vão precisar de um projeto acústico. Assim, torna cada vez mais necessário trabalhar bem os projetos para se obter um ótimo desempenho final.

“Para isso, devemos começar a estudar os níveis de ruído no terreno onde estará localizado o prédio para dimensionar o isolamento da fachada. Depois deverão ser feitos os cálculos para se obter o isolamento acústico a ruído aéreo e de impactos”, explicou, acrescentando que de nada vai servir um bom projeto sem uma correta execução.

Em seguida, o consultor passou algumas dicas necessárias para que os desenhos de projeto ajudem no momento de instalação assim como mostrou alguns erros frequentes (pontes acústicos) que diminuiriam o isolamento acústico. Por ultimo, enfatizou que as medições acústicas são os únicos métodos a serem usados para garantir totalmente o cumprimento da normativa de desempenho.

A professora Stelamaris Rolla Bertoli, Pesquisadora e Docente da Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo da UNICAMP e colunista do Vibranews, fez uma apresentação do Programa Silêncio criado pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente em 1994. Conforme seu relato, o programa tem objetivos ambiciosos, como instituição do Selo Ruído (em 2004) como forma de indicação do nível de potência sonora medido em dB(A), e incentivo à fabricação e uso e máquinas, motores e equipamentos com menor intensidade de ruído. “Apesar da publicação de instruções normativas estabelecendo regras e obrigatoriedade do uso do Selo Ruído, pouca coisa mudou”, lamentou a professora.

Na palestra “Projetos Sustentáveis e o Tratamento Acústico”, o arquiteto Eduardo Martins, sócio-diretor da Pura Arquitetura, lembrou do Edifício Sul-Americano situado na esquina da avenida Paulista e a rua Frei Caneca, projeto do Arquiteto Rino Levi, de 1961. ?Provido de proteção solar cuidadosamente projetada e salões abertos com ventilação cruzada, trabalhar dentro do edifício (no começo da década de 80) era confortável, permitindo que não se perdesse a noção do clima externo?.

No entanto, relatou alguns problemas graves: “Na hora do almoço, tínhamos que cobrir os desenhos para protegê-los da poluição do ar. O movimento da avenida Paulista foi rapidamente aumentando, a ponto de nos obrigar a fechar as janelas para podermos conversar sem interferência da poluição sonora”.

A seguir, deu mais detalhes:

“O excelente desenho do sistema de quebra-sol em alumínio cumpria sua tarefa e, ao mesmo tempo, servia de refletor sonoro da avenida, conduzindo seus agressivos ruídos para o ambiente interno de trabalho”.

Qual foi a solução adotada?

“Ar condicionado central, forro acústico, lacrando as janelas e preenchendo o vazio dos perfis de alumínio com massa, filtrando o ar e ainda bloqueando o barulho externo”, concluiu.

No comments yet. You should be kind and add one!

Leave a Reply

Your email address will not be published.This is a required field!

You may use these HTML tags and attributes:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>